Aprender a escrever...

Aprender a escrever só se faz escrevendo. E só aprendemos bem aquilo que para nós tenha poesia.

segunda-feira, 5 de abril de 2010

O caminho do aprendiz

Esse é um trecho que acho viajoso ..onde eu escrevi o caminho do aprendiz...seria algo como os ensinamentos deles para os novatos lol. Viaje comigo.
 Essa trecho é  da primeira missão dele, que era capturar um gato preto. E falando sobre o caminho do aprendiz.
"- Kitsu, qual a nossa próxima parada?
- O caminho.
-Como assim?
- O caminho de um aprendiz. Hora de por suas habilidades em prática.
- Como farei isso?
- Você irá fazer trabalhos para o reino, assistido por mim.
- Quando e onde começamos?
- Agora. Sua missão é apanhar aquele gato preto à nossa frente. Ele definitivamente não é daqui. - O garoto ia perguntar algo, porém o medo dos olhos amarelos da raposa é maior e o impede. A única opção que lhe resta é tentar em vão pegar o tal gato. Finalmente a irritação supera a paciência e os olhos amarelos da raposa aprendiz fixam o alvo da missão.
- Gato idiota!- diz Raitun, enquanto as raposas invocadas por ele rapidamente capturam o gato.
- Você entendeu o que disse sobre "usar suas habilidades" ou é o aprendiz mais idiota desse reino?
- Acho que apenas não me acostumei a ter "habilidades".
- Perder para um gato, lamentável.
-Ora, cale-se! Raposa maldita.
- Exijo respeito de fracos que perdem para gatos. Devem me chamr no minimo de "Grande Raposa".
- Qual a proxima missão, ó grande e honorável raposa?
- Eu deveria condenar a virar escravo quem falha miserravelmente assim perdendo para um gato. Lamento não poder fazer isso dessa vez. - Logicamente, tal frase levanta a questão "por que dessa vez não?" , mas perguntas desse tipo são sufocadas por qualquer coisa, a todo custo. Você também acaba de ter a impressão de que tais perguntas voltarão com o vento? Então estás realmente imerso em nossas memórias. O caminho do aprendiz acaba de começar, e seu tamanho é relativo, assim como tudo o é, não importando em qual mundo estamos. Não lembro onde ou quando, mas aprendi que esse conjunto de relações e coisas de certa forma garante nossa sobrevivência nossa alegria e nossa dor.  Basicamente o caminho do aprendiz seria absorver o máximo dessas relações, usando o aprendido para aprender. Resumidamente, funciona como mais um circulo vicioso como muitos outros existentes, e o complicado é explicar o que alimenta essas coisas estranhas que os humanos sentem. Alguns poderiam dizer que o motivo para trilhar este ou outro caminho é a vontade própia, o que neste caso podemos chamar de "sede de aprendizado". Não considero um motivo algo forte o suficiente para uma prática ou tadição ser mantida de forma forma ou duradoura. As coisas mais importantes são feitas sem motivos especificos na maioria das vezes. Relacionamentos, laços e coisas duradouras de qualquer tipo são mantidos sem motivo nenhum em especial. É como dizer algo como "vou fazer isso com todas as forças, juro pela minha alma"
- Chega de escrever por hoje, pirralho estupido!
- Cale-se, raposa maldita!
Memorias de um aprendiz, pg. 52-53
E...é isso...as páginas são algo simbólico. Correspondem as pags que enumerei no meu caderno/rascunho. Ajuda a procurar algo XD Explicações serão dadas nos comentários, é bom que falo sobre alguns conceitos. Análises são bem vindas ^^, sugestões...comentem o/

Um comentário:

Dija, The Lupuosrikus Darkdija disse...

Começando: Os personagens da cena são o garoto , o Raitun, e uma raposa gigante e branca que fala, chamada kitsu. Ela resolveu ..."adotar" ele como aprendiz. Ou seja, o mestre do raitun é alguem bem sábio...de porte elegante, talz. O resto vou deixar pras perguntas que vierem, se não acabo revelando spoiler indesejado XD

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...