Aprender a escrever...

Aprender a escrever só se faz escrevendo. E só aprendemos bem aquilo que para nós tenha poesia.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Não largue sua arma.

Essa é uma redação que fiz hoje, e como a professora gostou e eu também gostei, resolvi por aqui.
“Por que não no outro, se esse é pra a história”? Por que estou pensando em usá-la na história. Depois eu ponho ela no outro. ‘-‘ Aí vai!


Não largue sua arma


      Cada um de nós é um guerreiro: lutando com a vida, enfrentando inimigos e obstáculos e evoluindo suas habilidades, adquirindo habilidades novas.

     Há apenas alguns “problemas” com alguns guerreiros. Alguns não sentem mais vontade de lutar, outros, por ter ganhado muitas batalhas, não sentem necessidade de adquirir habilidades novas. O “problema” com estes, é que intencionalmente ou inconscientemente eles esquecem que antes de ser guerreiros, são aprendizes. Aprenderam tudo o que sabem. Aprendem algo a cada golpe desferido ou recebido. Devem continuar a aprender pelo resto de suas vidas, e passar seus conhecimentos para futuros aprendizes. A força de um guerreiro é a sua espada. Sem uma, ele está incompleto. A condição para adquirir novas habilidades e no mínimo sobreviver é se manter em posição, segurando sua arma. Ninguém pode hesitar, ninguém deveria desistir. Não largue sua arma.
[ A redação acaba aí. Mas, por que não acrescentar?]
Não largue sua arma, seja qual for o motivo que apareça para forçá-lo a tal. Não ligue para a horda de inimigos a sua frente, não ligue para seus ferimentos, não ligue para as coisas a seu redor. Um guerreiro não liga para nada. Um guerreiro apenas segura a sua espada, e faz o que aprendeu a fazer. O que vem quando ele para é apenas uma consequência do que ele fez. Os resultados que um aprendiz obtêm são apenas consequências da correta aplicação do que ele aprendeu. A vitória na luta contra a vida, contra a morte, contra tudo é apenas consequência da arma que continuou segura entre suas mãos. Espero que eu não largue minha arma. Que a minha arma sejam estas e todas as outras palavras. Espero que eu seja um bom guerreiro, e que tenha aprendido o que é necessário para superar o próximo desafio. Não largue sua arma, a minha ainda está comigo.

Um comentário:

Gabrielly Lima disse...

Só vc msm pra viajar tanto em uma redação escolar ^^
adorei.
bjus

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...